Cine-debate: gattaca, a experiência genética

Publicado: 12 outubro 2017

Embora reflitam sobre um futuro hipotético, filmes distópicos são ótimos meios de reflexão acerca dos limites que compõem os valores sociais, culturais e morais de organizações coletivas na atualidade. Considerando este fato, os professores Alex (Filosofia), Edilene (Biologia) e Jorge (Português) se mobilizaram em prol do debate de dois temas pertinentes e sempre atuais: ética e biopoder. Como elemento disparador do debate foi apresentado o filme Gattaca, a experiência genética (EUA, 1997), seguido de uma discussão coletiva e interdisciplinar entre nossos alunos e professores.

Gattaca é um filme de ficção científica que aborda de que maneira as preocupações sobre as tecnologias reprodutivas (como a escolha, pelos pais, das características genéticas dos filhos) conduziriam à eugenia. São debatidas, também, as possíveis consequências de tais desenvolvimentos tecnológicos para a sociedade, que excluiria aqueles que não detivessem características genéticas consideradas dominantes.

Para além da importância e pertinência do debate, a solidariedade dos participantes também foi mobilizada neste evento. Para participar da atividade, os alunos deveriam trazer alguns alimentos pré-definidos (como bolachas, açúcar, café, achocolato e suco em pó) para contribuir com a instituição “Irmãos de Rua” que leva, além de alimentos, afeto àqueles que mais necessitam. Mesmo os alunos que não puderam comparecer à atividade deixaram com nossa equipe suas doações, ato muito significativo e que reflete a importância do olhar acolhedor para o próximo – valor humano trabalhado em nossa Unidade cotidianamente.

Parceiros: